terça-feira, 17 de março de 2015

Voltei a escrever. Pra mim, pra não surtar

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Caio, um corte de cabelo, e um Deus que cura feridas

"...pelo qual clamamos ABBA pai..."


Na semana passada, minha esposa me intimou a levar nosso filho pra cortar o cabelo. Seria uma tarefa fácil, não fosse o pavor que ele tem de tesouras.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

SANTIDADE OU INSANIDADE?

"...todas as nossas boas ações são como trapo de imundícia..."


De volta à escrita...

Algumas coisas se tornaram verdadeira obsessão para os cristãos e uma delas sem dúvida é a tal da "santidade". É claro que não estou falando do desejo sincero de viver uma vida digna e piedosa mas da procura por um estado que beira a neurose ou psicose.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Dor não mata, ensina a viver


Essa lição eu já sei de cor mas a vida insiste em me relembrar toda vez que a dor se torna uma desculpa para minha auto-piedade.

Então é importante dizer a mim mesmo: 

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

MAIS VELHO OU MAIS MOÇO, QUE IRMÃO VOCÊ É?

"... e o Pai de longe o avistou e foi ao seu encontro...



Uma coisa que sempre me intrigou é o relacionamento entre os irmãos. Tenho a nítida sensação de que a maioria de nós ainda não entendeu que é impossível manter uma relação com Deus sem que esta implique num relacionamento sadio e construtivo entre os irmãos.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

MADEIRA NUA E CRUA



Houve um tempo em que eu realmente acreditei que seria possível:

• Ser um corpo sem deixar de ser indivíduo.
• Amar com intensidade sem se arrepender de tanto
• Amizade e carinho
• Ser você, sem necessidade de maquiagem e nem por isso ser julgado
• Que a cooperação superasse a competição
• Que talentos valessem menos que vínculos
• Que história e caminhada gritasse mais que circunstâncias
• Que posição , reconhecimento e status... o que é isso mesmo?
• Ser um time sem vaidade
• Insegurança cedesse espaço à confiança no controle de Deus
• Parar projetos quando pessoas se machucassem
• Que a vida valesse mais do que o que a instrumentaliza
• Que a instituição servisse às pessoas e não ao contrário
• Que individualismo e individualidade não se confundissem
• Que o sucesso do outro fosse o próprio sucesso
• Que “o outro” fosse Deus e que meu irmão fosse extensão de mim mesmo
• Que a ninguém fosse dado o título de “Raca”, conforme Jesus disse
• Que “pra sempre” nunca acabasse


Sim acreditei em tudo isso e muito mais, e fui feliz. Hoje ainda dói, e a saudade machuca o coração como um capataz da morte.

É uma tortura lembrar do timbre da voz, do cheiro da casa, do volume da risada, do abraço, das caretas, do jeito ininterrupto de falar, da cor dos olhos, do humor sarcástico, do mal humor, do jeito de abraçar, da expressão pensativa, da testa franzida, do estilo menina, da segurança e exemplo, do estilo despojado, dos frutos vivos, das dores compartilhadas, do ombro emprestado, do pavê de chocolate, da carona, das broncas por chegar tarde... Chega, dói demais.

Seria tão bom acordar e descobrir que tudo não passou de um tenebroso mal-entendido e que tudo está ali, como sempre esteve. Pertinho, ao lado... Se eu tivesse a fé de Josué, oraria para o tempo voltar, ou se me dessem um controle como “Click” eu sei o que iria editar, mas o filme não é “Efeito borboleta”, nem mesmo é ficção é o drama da vida e a vida é assim, uma versão sem cortes e o espetáculo, por vezes, é mesmo o Making-Off.

Eis o meu tributo à faculdade da lembrança, ao tempo que congelei pra nunca mais esquecer.

Vivas e salves a quem lê e sente.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Arte como expressão de um Deus criativo


Acabo de voltar de um encontro de arte "Encontrart" com a Cia. de Artes Jeová Nissi e estou simplesmente sem palavras pra descrever o que aconteceu nesses dias.

Em breve escreverei com mais calma mas agora as coisas estão começando a se encaixar pra mim. Porque é que Deus permitiu que eu passasse por tantas turbulências nos últimos 2 anos...

Obrigado Deus porque minha vida está realmente nas tuas mãos, sou como um vaso e o Senhor é o oleiro e e eu consagro tudo o que sou... meus dons, talentos, capacidades, meu corpo, minha voz, minha mente, minha capacidade de escrever e sentir... tudo seja um instrumento para cumprir o teu chamado e contribuir par ao avanço do teu Reino.

"... para que o mundo saiba que há um Deus que se assenta sobre o trono de toda terra..."


quinta-feira, 26 de maio de 2011

FORNICADOR EU, TÁ LOUCO ?



Vira e mexe converso com alguém sobre nossa nova posição em Cristo, sobre o cumprimento da Lei que tinha em Cristo sua finalidade e a graça liberada sobre todos os homens, mas não raro nessas conversas, encontro gente que interprete mal a graça e a entenda como uma concessão para a vida dissoluta. 

quarta-feira, 25 de maio de 2011

VIS-A-VIS

"... Jesus olhando para o céu disse..."

Não acho que qualquer coisa que esteja na Bíblia possa ser simplesmente descartado ou que não tenha alguma relevância. Nesse trecho do Evangelho de João, capítulo 17, Jesus está iniciando sua oração e o fato de o "olhar para os céus" ter sido mencionado me fez pensar em uma coisa que parece óbvia: Oração é algo direcionado a Deus e a Ele somente!!!
Related Posts with Thumbnails